|
|
|
|
O que há de interessante

06-08-2020 - DECRETO Nº 19.896 DE 05 DE AGOSTO DE 2020 - Regulamenta a realização de licitação na modalidade preg

O GOVERNADOR DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelos incisos II e V do art. 105 da Constituição Estadual, e considerando o disposto no art. 109 da Lei nº 9.433, de 01 de março de 2005, D E C R E T A CAPÍTULO I ÂMBITO DE APLICAÇÃO DA NORMA Art. 1º - A realização de licitação na modalidade pregão, por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação, para a aquisição de bens e contratação de serviços comuns, incluídos os serviços comuns de engenharia, no âmbito da Administração Pública Estadual, observará a legislação pertinente e o disposto neste Decreto. § 1º - Subordinam-se ao cumprimento desta norma os órgãos e entidades da Administração direta, autárquica e fundacional do Poder Executivo Estadual. § 2º - Os Poderes Legislativo e Judiciário, o Ministério Público do Estado, a Defensoria Pública do Estado, o Tribunal de Contas do Estado e o Tribunal de Contas dos Municípios, no desempenho da função administrativa, utilizarão as normas estabelecidas neste Decreto. § 3º - Às empresas estatais regidas pela Lei Federal nº 13.303, de 30 de junho de 2016, será aplicado o Decreto nº 18.471, de 29 de junho de 2018, e, no que couber, o disposto neste Decreto. CAPÍTULO II DAS DEFINIÇÕES Art. 2º - Consideram-se as seguintes definições, para os fins deste Decreto: I - pregão presencial: pregão realizado em sessão pública presencial; II - pregão eletrônico: pregão realizado por meio da utilização de recursos de tecnologia da informação; III - bens e serviços comuns: bens e serviços destituídos de complexidade técnica ou de especialização, segundo pronunciamento técnico, qualquer que seja o valor estimado da contratação, cujos padrões de desempenho e qualidade possam ser objetivamente definidos no edital, com base nas especificações usuais praticadas no mercado; IV- obra: toda construção, reforma, fabricação, recuperação ou ampliação, realizada por execução direta ou indireta; V - serviço de engenharia: atividade destinada a obter determinada utilidade de interesse para a Administração, que demande conhecimentos técnicos específicos de profissionais habilitados nas áreas de engenharia e, no que pertinente, a arquitetura ou urbanismo; VI - serviço comum de engenharia: serviço de engenharia cujo padrão de desempenho e qualidade possa ser objetivamente definido pela Administração, mediante especificações usuais de mercado; VII - bens e serviços especiais: bens e serviços que, por sua alta heterogeneidade ou complexidade técnica, não podem ser considerados bens e serviços comuns, nos termos do inciso III ou VI do caput deste artigo; VIII - lances intermediários: lances superiores ao menor já ofertado, porém inferiores ao último lance dado pelo próprio licitante; IX - Órgão Central de Registro Cadastral: órgão permanente destinado a proceder ao exame dos documentos necessários ao cadastramento dos interessados, licitantes e convenentes e acompanhar o seu desempenho perante a Administração Pública Estadual; X - Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado da Bahia: cadastro disponibilizado pelo Órgão Central de Registro Cadastral, que reúne as pessoas físicas e jurídicas interessadas em participar de licitação da Administração; XI - Certificado de Registro Cadastral - CRC ou Certificado de Registro Simplificado - CRS: documento que comprova a inscrição do interessado no Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado da Bahia, segundo o rol dos documentos de habilitação exigidos para o cadastramento; XII - sistema eletrônico: plataforma eletrônica dotada de recursos de criptografia e de autenticação que garantam as condições de segurança para o desenvolvimento do pregão eletrônico; XIII - modo de disputa aberto: forma de envio de lances em pregão eletrônico em que os licitantes apresentam lances públicos e sucessivos, com prorrogações, de acordo com o critério de julgamento adotado no edital; XIV - modo de disputa aberto e fechado: forma de envio de lances, em pregão eletrônico, no qual os licitantes apresentam lances públicos e sucessivos, com lance final e fechado, de acordo com o critério de julgamento adotado no edital; XV - documentos complementares: documentos pertinentes à proposta de preços ou à habilitação solicitados pelo pregoeiro a fim de esclarecer ou confirmar situação fática ou jurídica pré-existente. § 1º - A classificação de bens e serviços como comuns dependerá de exame predominantemente fático e de natureza técnica. § 2º - O enquadramento como serviço comum de engenharia deverá ser embasado em manifestação técnica exarada por servidor que detenha habilitação profissional para sua subscrição. § 3º - Os bens e serviços que envolverem o desenvolvimento de soluções específicas de natureza intelectual, científica e técnica, passíveis de enquadramento no conceito do inciso III do caput deste artigo, poderão ser licitados por pregão.

03-08-2020 - Desencanto

Eu faço versos como quem chora De desalento... de desencanto... Fecha o meu livro, se por agora Não tens motivo nenhum de pranto. Meu verso é sangue. Volúpia ardente... Tristeza esparsa... remorso vão... Dói-me nas veias. Amargo e quente, Cai, gota a gota, do coração. E nestes versos de angústia rouca Assim dos lábios a vida corre, Deixando um acre sabor na boca. Manuel Bandeira

31-07-2020 - Motivo!!!!

Eu canto porque o instante existe e a minha vida está completa. Não sou alegre nem sou triste: sou poeta. Irmão das coisas fugidias, não sinto gozo nem tormento. Atravesso noites e dias no vento. Se desmorono ou se edifico, se permaneço ou me desfaço, — não sei, não sei. Não sei se fico ou passo. Sei que canto. E a canção é tudo. Tem sangue eterno a asa ritmada. E um dia sei que estarei mudo: — mais nada. Cecília Meireles

28-07-2020 - As Duas Flores!

São duas flores unidas São duas rosas nascidas Talvez do mesmo arrebol, Vivendo, no mesmo galho, Da mesma gota de orvalho, Do mesmo raio de sol. Unidas, bem como as penas das duas asas pequenas De um passarinho do céu... Como um casal de rolinhas, Como a tribo de andorinhas Da tarde no frouxo véu. Unidas, bem como os prantos, Que em parelha descem tantos Das profundezas do olhar... Como o suspiro e o desgosto, Como as covinhas do rosto, Como as estrelas do mar. Unidas... Ai quem pudera Numa eterna primavera Viver, qual vive esta flor. Juntar as rosas da vida Na rama verde e florida, Na verde rama do amor! Antônio Frederico de Castro Alves

28-07-2020 - As Duas Flores!

São duas flores unidas São duas rosas nascidas Talvez do mesmo arrebol, Vivendo, no mesmo galho, Da mesma gota de orvalho, Do mesmo raio de sol. Unidas, bem como as penas das duas asas pequenas De um passarinho do céu... Como um casal de rolinhas, Como a tribo de andorinhas Da tarde no frouxo véu. Unidas, bem como os prantos, Que em parelha descem tantos Das profundezas do olhar... Como o suspiro e o desgosto, Como as covinhas do rosto, Como as estrelas do mar. Unidas... Ai quem pudera Numa eterna primavera Viver, qual vive esta flor. Juntar as rosas da vida Na rama verde e florida, Na verde rama do amor! Antônio Frederico de Castro Alves

25-07-2020 - Presságio! - Fernando Pessoa

Não sei quantas almas tenho Não sei quantas almas tenho. Cada momento mudei. Continuamente me estranho. Nunca me vi nem acabei.! De tanto ser, só tenho alma. Quem tem alma não tem calma. Quem vê é só o que vê, Quem sente não é quem é, Atento ao que sou e vejo, Torno-me eles e não eu. Cada meu sonho ou desejo É do que nasce e não meu. Sou minha própria paisagem; Assisto à minha passagem, Diverso, móbil e só, Não sei sentir-me onde estou. Por isso, alheio, vou lendo Como páginas, meu ser. O que segue não prevendo, O que passou a esquecer. Noto à margem do que li O que julguei que senti. Releio e digo: “Fui eu?” Deus sabe, porque o escreveu. Fernando Pessoa

24-07-2020 - Um pouco do Signo Leão - 21/07 a 22/08!

Pessoas do signo de Leão costumam ser muito confiantes e seguras e assim como o felino leão, seu símbolo. Donos de uma nobreza natural e enorme coragem criatividade, leoninos e leoninas gostam de brilhar assim como o seu astro regente, o Sol. Entretanto, quem é do signo de leão não gosta muito de pedir desculpas, também pode desenvolver excesso de orgulho e disposição para dramatizar seus sentimentos. Falando em sentimentos, o signo de leão é extremamente apaixonado. demonstra seu afeto de forma efusiva, apoteótica. Costuma se jogar de cabeça quando ama. Leoninos não fazem nada pela metade. Regidos puramente pelo coração, eles funcionam na base do tudo ou nada, especialmente no amor. Sempre atentos a tradição e extremamente nobres em suas ações, eles são gentis e idealistas. Esperam, com isso, surpreender o ser amado com declarações e demonstrações de amor que jamais foram feitas antes tornando-se, assim, especiais, inesquecíveis e insubstituíveis. Um leonino apaixonado te colocará no pedestal de seu universo, e espera o mesmo de você. Possessivos e dominadores, um leonino típico dificilmente fará uma cena de ciúmes, porque isto seria admitir que, em algum nível, eles são inferiores a outra pessoa, que estaria chamando a atenção do seu objeto de amor. Isto não significa, no entanto, que não sejam ciumentos. Eles se sentirão extremamente feridos em seu ego e orgulho ao ver o ser amado flertando ou demonstrando interesse por outra pessoa. Mas sua resposta será se recolher em silêncio, ou a se retirar da situação sem oferecer maiores explicações. Em sua cabeça, aquela pessoa ou situação deixou de ser digna dele, e sua presença ali não é mais justificada. Sexualmente, serão extremamente orientados a busca do prazer, porque ali reside outra oportunidade de reconhecimento. Apaixonados e intensos, eles tomam a iniciativa e demonstram confiança em suas habilidades sexuais, mas precisam ser elogiados por suas proezas e talentos na cama, por sua energia física, atenção ao outro e generosidade com o prazer.

19-07-2020 - MEC investe R$ 20 milhões em Rede Federal para atividades remotas

Diante da pandemia de coronavírus, as atividades acadêmicas desenvolvidas de forma remota têm sido a principal alternativa das instituições de ensino para prosseguir em funcionamento. Na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, 13 das 41 instituições estão atuando dessa maneira. Para prover as condições necessárias ao funcionamento remoto, a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) já destinou R$ 20 milhões em ações voltadas às instituições da rede. Metade do valor deverá prover conexão à internet aos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica, principal gargalo levantado pela secretaria junto às instituições de ensino. O objetivo é atender a, inicialmente, 200 mil estudantes, com a perspectiva de ampliação para aproximadamente 400 mil. O Programa, que está sendo desenvolvido em parceria com a Secretaria de Educação Superior e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), está em fase de licitação e deverá gerar um modelo permanente de conexão para as entidades federais de ensino. Os outros R$ 10 milhões foram destinados ao atendimento de demandas de oito instituições de ensino da Rede Federal para fortalecer ou iniciar o ensino remoto. As ações envolvem capacitação de docentes, aquisição de equipamentos para produção de material didático e para uso de alunos e soluções pontuais de conectividade. Há ainda a expectativa de promover a doação de equipamentos de informática usados para estudantes de baixa renda. A doação deve partir de órgãos públicos federais, por meio da plataforma Reuse, desenvolvida pelo Ministério da Economia. Estima-se chegar a 10 mil equipamentos doados. Retorno presencial A futura retomada das atividades presenciais envolve a necessidade de readequação de ambientes e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e desinfetantes por servidores e estudantes. Nas próxima semanas, a Setec e o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal se reunirão para alinhar uma padronização de materiais e serviços a serem utilizados pelas instituições de ensino. Fonte: Assessoria de Comunicação Social, com informações da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do MEC. - 16.07.2020 e Revista Gestão Universitária

15-07-2020 - Curso de Perícia em Veículos Automotores é destaque na plataforma de EAD do Ibape-SP

Seja para compra, venda ou por pedido de ação judicial, a perícia veicular é um serviço fundamental para comprovar com segurança que um carro não sofreu nenhuma alteração de estrutura ou documentos, trabalho técnico que deve aumentar na retomada da atividade econômica. Com o objetivo de auxiliar engenheiros e técnicos mecânicos, o Ibape/SP lança o curso “Conhecendo Melhor a Perícia em Veículos Automotores”, que acontecerá on-line entre os dias 03 a 05 de agosto, direto da nova plataforma de EAD Ibape-SP Conecta. Ministrado pela Engenheiro Mecânico Hélio da Fonseca Cardoso, o curso apresenta de maneira clara qual o melhor método e equipamentos para efetuar análise de problemas em veículos automotores que geram perícias judiciais ou extrajudiciais, além de mostrar formas de apresentar um laudo ou parecer técnico. “O curso trará uma oportunidade única de rever critérios para perícias em veículos automotores, demonstrando a necessidade da utilização de equipamentos e técnicas modernas que possibilitem apresentar resultados extremamente confiáveis. Ao mesmo tempo demonstrará formas da participação do perito e dos assistentes técnicos na análise de falhas, elaboração e resposta aos quesitos, finalizando com a elaboração do próprio laudo”, ressalta Hélio. A plataforma Ibape-SP Conecta, inclusive, segue uma dinâmica de atualização com cursos e abordagens que já são tratadas na modalidade presencial, como “Avaliação de máquinas e equipamentos”, “Avaliação de glebas urbanizáveis”, “Desapropriações e servidões”, “Estatística inferencial aplicada a avaliações de imóveis”, “Patologias em estrutura”, entre outros. “Estamos em um cenário desafiador e, por isso, decidimos lançar a plataforma de cursos EAD do Ibape - São Paulo, para que, mesmo à distância, possamos trazer conhecimento qualificado aos profissionais avaliadores e peritos de engenharia,” destaca o Eng. Civil Paulo Palmieri Magri, Diretor Cultural do Ibape/SP. As inscrições podem ser feitas até a data do curso, de acordo com a disponibilidade de vagas. Mais informações em http://www.ibape-sp.org.br/ead.php. Fonte: Revista Gestão Universitária

11-07-2020 - Como descobrir a sua vocação profissional: 5 ideias para colocar em prática

Você gostaria de aprender como descobrir a sua vocação profissional? Se está pensando em qual área seguir na faculdade, é importante saber disso para evitar perder alguns anos da sua vida em uma área que não é a que você gosta. É importante ter em mente, no entanto, que é relativamente comum entrar na faculdade em uma área (digamos, Economia) e então descobrir que, na verdade, o que você gosta mesmo é de outra coisa (Psicologia, por exemplo). Em alguns casos, é possível unir as duas áreas em uma pós-graduação. No entanto, isso nem sempre é possível. Nesses casos, é necessário sair da faculdade e começar outra na nova área. Por isso, para evitar esse processo, é importante saber como descobrir a sua vocação profissional. Quer aprender? Então veja algumas estratégias a serem usadas abaixo! 5 formas de como descobrir a sua vocação profissional Se você quer saber como descobrir seu talento, veja algumas ideias interessantes abaixo! 1. Faça um teste vocacional Você sabia que o teste vocacional é a forma mais usada pelas pessoas para escolher qual áreas seguirão em seus caminhos profissionais? Pois é. Muita gente passa por esse processo antes de começar a considerar uma faculdade. O teste vocacional é uma análise psicológica que leva em consideração algumas das características pessoais das pessoas para poder entender em qual áreas elas se sairão melhor no mercado profissional. É importante, no entanto, ter em mente que o teste vocacional não diz “o que você realmente gosta” ou “o que você nasceu para fazer”. Na verdade, não existe teste que faça isso. O que o teste vocacional faz é entender qual profissão se encaixa melhor nas suas características pessoais. Talvez você nem sequer goste da área, mas possivelmente seria um bom profissional nela. 2. Defina o que você não quer O teste vocacional dará pelo menos algumas áreas nas quais você provavelmente teria algum tipo de bom encaixe. Isso é uma boa base para começar a selecionar possíveis opções para a sua vida profissional. Outra boa estratégia nesse sentido é definir algumas áreas que você não quer seguir. Provavelmente, suponha que você tenha definido que não tem interesse nenhum em Engenharia ou Química. No entanto, no teste vocacional, dá que você teria certa afinidade com Programação, Engenharia e Química. Se você removeu as duas últimas opções, ficaria mais fácil entender que Programação pode ser um bom caminho para você. Além disso, eliminar o que você não quer fazer é útil pois pode ensinar que tipo de coisas você quer fazer. Por exemplo, suponha que no exemplo anterior a pessoa removeu Engenharia e Química porque não tem interesse de trabalhar em indústrias, lugares comuns para os formandos nessas áreas. Por isso, ao analisar a razão de porque não querer determinada área, você poderá aprender o que quer de verdade e ficar mais próximo disso. 3. Conheça o mercado e as tendências de futuro Você provavelmente já deve ter ouvido falar que parte de como descobrir a sua vocação profissional é olhar para o mercado. Mas o que exatamente isso quer dizer? É relativamente simples. Suponha, por exemplo, que você tenha entrado para a faculdade mais ou menos em 2002, 2003. Naquela época, as lan houses eram muito populares. No entanto, o tempo passou e hoje elas quase não existem (ainda que os computadores e a Internet sejam mais populares do que nunca). Por isso, é importante entender o que o futuro guarda para as áreas que você tem interesse. Talvez você adore uma área específica que não tem um futuro muito brilhante. No entanto, sua 3ª ou 4ª opção são de posições das chamadas “profissões do futuro”. Nesse caso, vale a pena dar mais atenção a essas alternativas. 4. Converse com especialistas do mercado Muitas faculdades ou escolas fazem encontros dos alunos com especialistas em determinadas áreas. Essa é uma ótima oportunidade de conversar com as pessoas que, hoje, são profissionais na área que você quer entrar no futuro. Essa conversa pode ajudar a eliminar mitos e apresentar a realidade do que você vai encarar quando entrar nessa área da economia. Talvez o que você queira não é exatamente o que você vai encontrar ou talvez seja. É importante esclarecer essa questão antes de dedicar parte do seu tempo a isso. Se sua escola não organizar um encontro desses, entre em um grupo no Facebook da profissão e crie um tópico pedindo ajuda às pessoas que estão lá. 5. Não tenha medo de mudar de ideia Um dos terrores que os pais e professores fazem durante o Ensino Médio é dizer que é essencial aprender como descobrir a sua vocação profissional pois “depois não dá para voltar atrás”. A verdade é que dá para voltar atrás sim. Mesmo que você já esteja formado, trabalhando e bem-sucedido, ainda assim dará tempo de voltar atrás e começar outra área. Por isso, não tenha medo de mudar de ideia se percebeu que deveria ter seguido por outro caminho. É melhor corrigir o curso do que se manter numa área que não traz felicidade. E aí, aprendeu como descobrir a sua vocação profissional? Então deixe um comentário abaixo com a sua opinião sobre o assunto! Fonte: Revista Gestão Universitária.

|<  <<  1 2 3 4 5 6 7 8 9   >>  >|